A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Whatsapp:o que você diz pode ser usado contra você

Whatsapp:o que você diz pode ser usado contra você

destaque-337837-whatsapp

Com a facilidade que o aplicativo de mensagem Whatsapp traz, as ligações foram substituídas por mensagens escritas, que até poupam  de situações desagradáveis e nos oferecem “certezas” quanto a visualização das mensagens. As conversas sempre variam, desde a assuntos pessoais como término de relacionamento, ou discussões profissionais.

Foi assim que se deu a negociação da compra de um terreno em Uberaba/MG. Possivelmente para evitar os encontros e tratativas presenciais, as partes chegaram a um acordo por meio do aplicativo, tendo a compradora enviado uma foto do comprovante de depósito do valor acordado (50 mil reais). Embora os temidos traços azuis tenham indicado que o vendedor havia recebido a imagem, ele não providenciou a transferência da propriedade do terreno. Mesmo sem um contrato formal, a compradora foi à Justiça, e usou as mensagens do aplicativo como evidência dos termos do acordo.

O juiz reconheceu que as mensagens eram suficientes para comprovar o negócio, e determinou que o vendedor indenizasse o comprador por danos materiais, ou seja, devolvesse o valor pago, com correção monetária (R$ 65.629,40 reais). Mesmo que as mensagens não existissem, contratos meramente verbais podem ser considerados como válidos por um juiz.

Há algum tempo, um juiz determinou o pagamento de alimentos gravídicos, que é uma espécie de pensão que é paga durante o período de gravidez,  com base em uma conversa de WhatsApp. O casal teria trocado mensagens sobre a preocupação de terem tido relações sexuais sem preservativo durante o período fértil da mulher, o que foi considerado como suficiente pelo juiz para presumir a paternidade durante a gestação.

Registros sobre com quem falamos, em que data e horário e exatamente o assunto. E não só isso: é cada vez mais comum enviarmos fotos de documentos pessoais, como comprovantes bancários e resultados de exames médicos pelo aplicativo.

É preciso ter consciência disso: seja em relação à plataforma, que pode um dia decidir passar a fazer uso dessas informações que passam por seus servidores para fins indesejáveis, como os publicitários, seja em relação às outras pessoas, que podem compartilhá-las de forma desautorizada, por exemplo.

De muitas formas, o WhatsApp tem transformado a forma como nos comunicamos com as outras pessoas, e pode sim facilitar a resolução de algumas situações. Mas essa transformação não deve vir desacompanhada de uma reflexão sobre como proteger nossas informações pessoais e manter a proteção de sigilo das nossas comunicações.

Fonte: Diário do Pará

217 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

Veja :Polícia prende dois homens acusados de fabricação de armas de fogo caseiras

A Polícia Civil prende em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, dois homens responsáveis por …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *