A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Rodovia BR-230 segue interditada por indígenas

Rodovia BR-230 segue interditada por indígenas

Rodovia BR-230 segue interditada por indígenas

Cerca de sessenta indígenas da etnia Arara seguem bloqueando a rodovia BR 230, no KM 768, no município de Medicilândia, sudoeste paraense. A interdição teve início antes de 13h da última segunda-feira (31). Até as 8h desta terça-feira (1°) a BR permanecia bloqueada.

Os índios reivindicam a abertura de estradas na área interna das três aldeias que compõem a tribo. Eles alegam que já vêm tratando do assunto desde 2013 com a Funai e também com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), mas sem respostas.

PRF esteve no local ouvindo as reivindicações dos indígenas 

A falta de estradas agrava a situação dos indígenas no período do verão. Os rios secam, e devido a isso as embarcações ficam danificadas. Os índios denunciam ainda que a Funai nunca compareceu nas aldeias para verificar a real necessidade do que alegam.

Segundo as informações da PRF, na noite de hoje são esperados aproximadamente mais 40 indígenas, das etnias Xipaia e Arara Canhoeira Seca, para reforçar a interdição.

Índios permitiram a passagem dos veículos, mas prometem bloqueio total nesta terça-feira(01). 

Outro protesto

Na segunda-feira(31) houve outro protesto de indígenas, desta vez na BR 222 no município de Bom Jesus do Tocantins, no sudeste paraense. Os índios reivindicavam o cumprimento de um acordo feito com a Eletronorte, Além de saúde na aldeia e mitigação de impactos com o asfaltamento da BR-230 e BR-163, pedindo melhor condição de tráfego dentro da aldeia.

Fonte: DOL

155 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

Veja :Polícia prende dois homens acusados de fabricação de armas de fogo caseiras

A Polícia Civil prende em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, dois homens responsáveis por …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *