A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Ministro de Minas e Energia participa de ação contra zika no Pará

Ministro de Minas e Energia participa de ação contra zika no Pará

Eduardo Braga visita colégio do Pará em dia D de combate à doença.
Governo do estado realiza ações educativas.

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, visita Belém nesta sexta-feira (19) para participar do “Dia D de combate ao zika”. A ação faz parte de uma campanha nacional, promovida pelo Ministério da Educação.

Durante sua visita na capital paraense, o ministro participa de uma programação no colégio estadual Dom Pedro Primeiro, no bairro de Val-de-Cans em Belém, fazendo entrega de material educativo sobre o mosquito Aedes aegypt¸ que transmite doenças como a zika, dengue e febre chikungunya, para crianças.

A campanha acontece em todas as escolas da rede estadual do Pará, alertando cerca de 700 mil alunos com ações coordenadas pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) em parceria com a Secretaria de Saúde (Sespa).

Esta é a segunda visita oficial de um representante do governo federal ao estado em campanha contra as doenças propagadas pelo mosquito Aedes aegypt: no último sábado (13), o ministro do planejamento Valdir Simão participou do “Dia D contra Aedes aegypt” em Belém

As doenças do Aedes
Segundo o informe epidemiológico mais recente divulgado pela Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), foram registrados 191 casos de dengue, 5 de zika e um de febre chikungunya no estado em 2016. De acordo com este levantamento, houve uma redução de 33,44% na quantidade de doentes com dengue no Estado em relação ao mesmo período de 2015, que registrava 287 confirmações.

Os vírus da dengue, chikungunya e zika provocam doenças com sintomas parecidos, como febre e dores musculares, porém com gravidades específicas. Das três, a dengue é a mais perigosa, pois pode ser causada por quatro sorotipos diferentes do vírus, que leva o paciente a apresentar febre repentina, dores musculares, falta de ar e fraqueza. A forma mais grave é caracterizada por hemorragias e pode levar à morte

A febre chikungunya provoca principalmente intensas dores nas articulações. Os sintomas duram entre 10 e 15 dias, mas as dores articulares podem permanecer por meses e até anos. Complicações sérias e morte são muito raras.

A zika tem sintomas que permanecem por, no máximo, sete dias. A única morte ocorrida no Pará por zika foi a de uma menina de 16 anos, do município de Benevides, no Pará, anunciada pelo Ministério da Saúde em 28 de novembro de 2015. O tratamento para zika é de suporte ao paciente e correção de sequelas.

De acordo com o médico Bernardo Cardoso, coordenador do Departamento de Controle de Endemias da Sespa, a população pode contribuir para diminuir a transmissão da doença através da picada do mosquito. “Se fizer direitinho a limpeza, vai evitar que os ovos e as larvas se tornem mosquitos adultos, visto que esse processo dura entre sete e dez dias”, disse.

Fonte G1

112 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

Veja :Polícia prende dois homens acusados de fabricação de armas de fogo caseiras

A Polícia Civil prende em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, dois homens responsáveis por …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *