A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Famílias continuam buscas por desaparecidos em naufrágio no Pará

Famílias continuam buscas por desaparecidos em naufrágio no Pará

Resultado de imagem para Famílias continuam buscas por desaparecidos em naufrágio no Pará

Familiares de pessoas desaparecidas no naufrágio de uma lancha no rio Pará no dia 7 de dezembro continuam as buscas por conta própria, depois que a Marinha e o Corpo de Bombeiros anunciaram a suspensão dos trabalhos dez dias após o acidente. Cinco pessoas ainda não foram encontradas.

O acidente aconteceu por volta das 16h do último dia 7, quando a embarcação seguia de Belém para Ponta de Pedras, na ilha do Marajó. As fortes maresias podem ter provocado o naufrágio. Os corpos de Maria de Nazaré, Socorro Pereira, Pedro Santa Rosa e Joaquim Boulhosa foram localizados. Outros 44 passageiros foram resgatados com vida.

A cada dia que passa o sofrimento do vigilante Cláudio Amaral aumenta. A esposa, Ivonete Amaral e a cunhada dele, Izanete Alcântara, continuam desaparecidas.

“É o 12º dia hoje de sofrimento e de angústia. Tudo que eu queria era poder encontrar e fazer o que tenha que ser feito para elas. Infelizmente nós estamos nessa situação”, conta Cláudio, que está desempregado e não sabe como vai pagar os custos pela procura.

“Duas embarcações da família, que são meus dois cunhados que estão empenhados, nós temos também um rapaz, que é mergulhador, está a nossa disposição, sem saber o que ele irá nos cobrar. Meus amigos e meus vizinhos estão fazendo coleta para me darem uma ajuda”, revela Claudio.

No sábado (17), o Comando do Corpo de Bombeiros e a Marinha anunciaram a suspensão das buscas na área do naufrágio. A Marinha e os Bombeiros disseram que, apesar das buscas terem sido suspensas, vão ficar de sobreaviso caso haja comunicação do aparecimento de algum corpo na área do naufrágio.

“No primeiro dia nós fizemos as buscas de superfície, no segundo nós já começamos com as buscas de profundidade, e dentro desse quadrante apareceram vários vestígios, várias situações e nenhuma delas nós conseguimos concluir, mesmo com as técnicas de mergulho, as técnicas de varreduras no fundo do rio, não conseguimos, infelizmente”, explica o Coronel Augusto Lima, do Corpo de Bombeiros.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social disse que compreende o sentimento dos familiares, mas desde o princípio procurou, com o esforço do Corpo de Bombeiros Militar, juntamente com a Marinha do Brasil, informar, exaustivamente, o andamento diário das buscas, os recursos, técnicas e tecnologias empregadas, como os navios-sonares, helicópteros e lanchas, além do envolvimento de cerca de 150 militares. Contudo, após dez dias de trabalho ininterruptos e de acordo com os protocolos de segurança relacionados a mergulhos, suspendeu as ações.

Fonte: G1

203 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

Veja :Polícia prende dois homens acusados de fabricação de armas de fogo caseiras

A Polícia Civil prende em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, dois homens responsáveis por …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *