A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Facebook acusa rede social FaceGlória de plágio

Facebook acusa rede social FaceGlória de plágio

Em ação extrajudicial, rede de Mark Zuckerberg exige que site evangélico remova elementos que possam ser associados a ela.

O Facebook está acusando a rede social evangélica FaceGlória de plágio, e pede que o site religioso altere o seu nome e endereço. A exigência foi feita por meio de uma notificação extrajudicial enviada em 1º de julho pelo escritório de advocacia Danneman Siemsen Advogados.

174888

Relançado no mês passado, e com cerca de 100 mil usuários até o momento, segundo os seus criadores, o FaceGlória tem como proposta ser “a rede social perfeita para o compartilhamento do amor e da sabedoria cristã com outras pessoas”. O site chegou a causar polêmica em outras redes sociais por vetar a publicação de imagens de beijo gay.

Assinada pela advogada Sandra Leis, a notificação extrajudicial que o site G1 teve acesso é direcionada à empresa Alpha Atlantic, responsável pela gestão do registro de marcas.

Nela, o Facebook pede que o FaceGlória “redirecione usuários para outro sítio na internet, que não se confunda com o Facebook, ou seja, não contenha os termos FACE ou BOOK, qualquer logo de propriedade do Facebook, ou utilize qualquer estilização ou aparência que possa criar risco de associação com a rede social Facebook”, e exige uma resposta em até 7 dias, sob risco de adotar medidas judiciais para a mudança de nome.

 Ouvido pelo G1, Acir Lopes, responsável pelo FaceGlória, chegou a comparar o criador do Facebook ao ditador italiano Benito Mussolini por causa do pedido extrajudicial.

 — Eu comparo o Zuckerberg ao Mussolini. Eu não vou falar Hitler porque é muito pesado. Por que não pode ter um FaceGlória, um FaceGay? Você percebe que vai ter aí uma guerra, não religiosa, mas virtual de existência — afirmou Lopes, informando ainda que tentará um acordo para que as marcas coexistam.

Procurado, o Facebook ainda não emitiu um posicionamento oficial sobre o pedido extrajudicial.

Fonte: ORM/News

100 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

Veja :Polícia prende dois homens acusados de fabricação de armas de fogo caseiras

A Polícia Civil prende em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, dois homens responsáveis por …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *