A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Dono do Teorema é preso por roubo de energia elétrica

Dono do Teorema é preso por roubo de energia elétrica

Dono do Teorema é preso por roubo de energia elétrica

O proprietário e professor do Colégio Teorena, Paulo Gurjão, foi preso nesta terça-feira (18) por furto de energia elétrica. Ele foi conduzido do estabelecimento localizado na localizado na Travessa Castelo Branco, bairro de São Brás, até a sede da DIOE (Divisão de Investigações e Operações Especiais, em Belém, onde prestou depoimentos e foi liberado após pagar fiança de dois salários mínimos.

O titular da DIOE, o delegado Neyvaldo Silva, explicou que a divisão possui uma delegacia especializada neste tipo de crime. A rede Celpa é quem faz o monitoramento do consumo e diante da suspeita de desvio de energia, é ela quem aciona os policiais civis, que seguem até o estabelecimento comercial para apurar a denúncia. O furto só é constatado por uma equipe de peritos criminais do Centro Perícia Cientifica Renato Chaves (CPC).

‘Uma equipe de funcionários da Celta junto com peritos criminais do Centro de Perícia Cientifica Renato Chaves (CPC), acompanhados da Polícia Civil, foram até a escola e constataram que havia o furto. O local estava sem o registro, depois que teve a energia cortada por falta de pagamento. E ainda sim, depois do corte e da falta do medidor, o local permaneceu funcionando normalmente. A energia foi usada sem o medidor’, explica o delegado Neyvaldo.

O professor Paulo Gurjão preferiu não conversar com a imprensa. Mas em depoimento, revelou que por problemas financeiros, precisou fazer o desvio de energia para que as atividades da escola não parassem. Ele deverá responder o processo em liberdade.

Ligações Clandestinas

Segundo a Celpa, em 2015, a concessionária regularizou mais de 220 mil instalações no Pará. E no primeiro semestre deste ano, já foram regularizadas 107 mil em todo o Estado. O desafio são as ligações clandestinas, que além de comprometer a qualidade do fornecimento de energia, também trazem riscos à população, pois podem causar acidentes graves e fatais, como curtos-circuitos e morte por eletrocussão.

A concessionária também reforça que o desvio de energia (ligações clandestinas) é um procedimento irregular que gera prejuízos como interrupções no fornecimento e oscilações no nível de tensão. ‘A ação é criminosa e quem a pratica pode ser enquadrado em dois artigos do Código Penal Brasileiro: o 155 (furto), parágrafo 3º, que tem como pena prevista 1 a 4 anos de reclusão e multa; e o 265, que trata de atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública e prevê pena de reclusão de 1 a 5 anos, além de multa’, diz a nota enviada pela Celpa, após a prisão efetuada ontem.

Fonte: ORM/News

1259 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

Veja :Polícia prende dois homens acusados de fabricação de armas de fogo caseiras

A Polícia Civil prende em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, dois homens responsáveis por …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *