A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Consumidores fazem protesto contra concessionária de energia em Belém

Consumidores fazem protesto contra concessionária de energia em Belém

Consumidores fazem protesto contra concessionária de energia em Belém

Moradores do bairro do Guamá denunciaram cobrança abusiva de contas.
Celpa afirma que irá avaliar reclamações de clientes e respondê-las.

Um grupo de moradores do bairro do Guamá, em Belém, interditou parte da avenida Almirante Barroso, em Belém, na noite da última terça-feira (8), em protesto contra a concessionária de energia elétrica e o aumento nas contas de luz.

Em nota, a Rede Celpa informou que enviou representantes para conversar com a liderança do movimento e que ficou acordado que seria entregue à Celpa a catalogação das reclamações dos clientes, que serão avaliadas e devidamente respondidas no menor tempo possível. Enquanto as demandas estiverem em análise, as faturas serão bloqueadas para que não haja corte no fornecimento.

Os manifestantes afirmaram que são representantes da comunidade de mais de 20 ruas do bairro do Guamá, que contam com mais de 4 mil famílias. Desde o início deste semestre, eles se reuniram em uma comissão que foi até ao Procon e à própria Rede Celpa reclamar da abusividade na cobrança da tarifa.

Além de baterem panelas na avenida, os moradores jogaram no chão cópias de várias contas que consideram abusivas.

“Queremos ajuda de Deus primeiramente e do governo para ajudar a pagar essa energia”, reclamou a dona de casa Maria Dulce, que contou que mora apenas com o marido em um imóvel na rua São João e viu sua conta aumentar de R$ 150 para mais de R$ 1 mil em apenas um mês.

Situação semelhante vivida pela empregada doméstica Creuza Cordeiro, que pagava uma conta fixa de pouco mais de R$ 16 e observou a tarifa subir mês a mês.

“Porque eu ganho salário mínimo, não tenho condições de pagar uma luz dessas. Eu acho um absurdo”, contesta.

Segundo os manifestantes, desde que a concessionária trocou os medidores de energia, as contas subiram, afetando a população que é de baixa renda. Eles afirmam que os novos valores cobrados não condizem com o consumo real e precisam ser reavaliados. Mesmo parcelando a fatura, moradores estão tendo a energia cortada e as dívidas estariam se acumulando.

“Eles querem, por exemplo, que uma conta de R$ 1 mil, como é a minha, seja parcelada de 10 vezes. Eu pago R$ 100 por mês e vem de novo a mesma conta. Quer dizer, eu vou só aumentar a minha conta e vira uma bola de neve e eu não tenho como pagar. Para a gente chegar a isso, de estarmos agora fechando rua é que não aguentamos mais”, denuncia o vigilante Carlos Mesquita.

Fonte: G1

158 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

Veja :Polícia prende dois homens acusados de fabricação de armas de fogo caseiras

A Polícia Civil prende em Novo Repartimento, no sudeste do Pará, dois homens responsáveis por …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *