A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Notícias Aliança / Cabo PM leva tiro, é socorrido mas acaba morto

Cabo PM leva tiro, é socorrido mas acaba morto

Cabo PM leva tiro, é socorrido mas acaba mortoCom a morte do cabo PM Márcio José Soares de Farias, de 34 anos, sobe para 14 o número de policiais militares assassinados no Pará, esse ano. Os dados são da Polícia Militar e da Associação de Cabos e Praças da PM e BM do Pará e nos remetem a uma realidade cruel, na qual faz vítimas pais de famílias e até quem tenta combater a criminalidade. O cabo Mário estava lotado no 21º Batalhão de Polícia Militar. Ele seguia na viatura pelo bairro das Flores, em Benevides, Região Metropolitana de Belém, no início da manhã de ontem, quando viu 2 homens e decidiu abordá-los – cumprindo, nesse sentido, uma de suas funções enquanto policial.

No entanto, os suspeitos estavam armados e atiraram contra o policial, que ficou ferido e, em seguida, levado para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua. O tiro acertou o ombro direito do policial e a suspeita é de que o projétil tenha perfurado o pulmão. Tão logo deu entrada no hospital, o cabo Márcio foi submetido a uma cirurgia. À tarde, o Metropolitano confirmou o falecimento dele.

PAI DE FAMÍLIA

Antes de ser um policial, Márcio José era um pai de família: tinha esposa e 3 filhos e é esta a simbologia que a família gostaria de enaltecer, uma vez que agora a figura dele ficará apenas na memória e no coração deles.

Ainda pela manhã de ontem, o pai do policial, Malaquias Farias, conversou com o DIÁRIO e comentou que era por volta das 9h quando recebeu um telefonema de outro filho avisando que Márcio havia dado entrada no hospital. Estava ferido.

“Quando me informaram eu vim direto para cá. Apenas sei que ele está na sala de cirurgia. Já fizeram alguns exames, como ressonância para ver o pulmão, porque a bala entrou pelo ombro direito e atravessou em direção ao pulmão esquerdo, mas ainda estão vendo sobre isso”, relatou Malaquias., antes da confirmação da morte do filho.

Sobre o ocorrido, ele também recebeu poucas informações no hospital. Ainda não há informações detalhadas sobre a abordagem e como os criminosos agiram e quantos eram exatamente. Mas eles conseguiram fugir do local e ainda não foram identificados.

Nenhum envolvido no crime havia sido preso até o fechamento dessa edição. Após o falecimento de Márcio Farias, a PM informou que prestava todo apoio à família da vítima. Ele foi o terceiro policial morto durante o serviço, esse ano, no Pará. No total, já são 14 policiais militares assassinados no Pará. Além dos PMs, um policial civil também foi morto, em maio último.

FERIDOS

Não é somente o elevado número de policiais mortos que assusta e preocupa a categoria e a população. Desde janeiro, 8 policiais foram feridos por arma de fogo no Pará, segundo a Associação de Cabos e Praças da PM. O último caso aconteceu ontem (23), à noite, inclusive.

O cabo PM Rosário, do 5º Batalhão de Policiamento Militar, viajava de Belém para Paragominas, no sudeste paraense, quando o ônibus em que estava foi alvo de assaltantes.

Curiosamente, a situação aconteceu quando o ônibus passava em frente ao Instituto de Ensino de Segurança Pública (Iesp), em Marituba. Ainda não tinha a confirmação se o cabo Rosário tentou impedir o assalto e trocou tiros com os assaltantes ou se os assaltantes perceberam a presença do policial e começaram a disparar.

DE RASPÃO

Um dos tiros acertou de raspão a cabeça do cabo PM Rosário, que foi socorrido e levado para a Unidade de Urgência e Emergência de Marituba. Não corria, até o fechamento dessa edição, risco de morte.

Fonte: DOL

151 Total Views 1 Views Today
Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Verifique

No Pará, agentes da PRF apreendem carga ilegal de madeira na rodovia BR-010

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam 15 metros cúbicos de madeira em toras que …

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *